Tendências em 2022 para colocar no planejamento

Tempo de leitura: 6 minutos

Em 2021, o segundo ano de pandemia, muitas coisas inesperadas aconteceram. Os veículos novos sumiram do mercado, os seminovos entraram em evidência, pessoas físicas queriam vender seus veículos, etc. A questão é que todas essas tendências poderiam ser aproveitadas gerando muita receita. Por isso, nesse artigo vou mostrar algumas possíveis tendências em 2022 para você colocar no planejamento do próximo ano.

Antes de mais nada, se você pretende levar o rumo da sua concessionária sem nenhuma espécie de planejamento, eu não tenho uma boa notícia para você.

O planejamento não é só definir o que será feito em períodos específicos. De antemão, ele também serve para se preparar para possíveis momentos complicados que possam ocorrer. Alguns desses momentos aconteceram em 2021 e muita gente não estava preparada para ele.

Abaixo, veja 3 tendências para colocar no seu planejamento do ano de 2022.

Datas comemorativas

Antes de tudo, você precisa entender uma coisa: foco é dizer não.

Não adianta criar ações em todos os feriados do ano e fazer algo mediano. A intenção é utilizar a estratégia para realizar grandes ações em datas específicas, com grande poder de gerar retorno, principalmente quando se fala no mercado automotivo.

Por isso, deve-se escolher com cuidado essas datas.

Outra coisa a se considerar é não escolher apenas por escolher, veja a disponibilidade e vontade do seu time a realizar certas ações, pois com um time mais engajado, há mais possibilidades de gerar um grande retorno.

Algumas sugestões de datas para planejar grandes ações:

  • Dia do cliente
  • Black Friday
  • Lançamentos de veículos
  • Dia do consumidor
ebook dicas práticas de marketing digital automotivo

A escassez de novos

Estamos vivendo um período complicado no mercado e ninguém tem ideia até quando isso vai durar.

Utilizar a escassez de chips como premissa para o planejamento é uma boa coisa a se fazer. Afinal, ninguém sabe o dia de amanhã e quando essa crise pode acabar.

Em uma visão pessimista, essa crise pode se agrava e assim, os novos ainda estarão escassos.

Então, levar em conta no planejamento esses possíveis cenários no planejamento do ano pode gerar bons resultados.

Pense comigo: se o cenário melhorar e os novos entrarem novamente com tudo no mercado, você poderá surfar essa onda da melhor maneira. Mas, se o contrário ocorrer e a escassez continuar, você já terá se planejado para isso e terá o menor dos males dentro da sua estrutura.

Por isso, pensar em estratégias alternativas para aproveitar esse momento pode ser de bom proveito.

Durante esse período, a AutoForce está fornecendo uma consultoria gratuita com nossos especialistas para criar uma estratégia que não só evite perdas, mas que também gere ganhos de receita durante a escassez dos novos.

Aqui, internamente, nossos clientes estão tendo bons resultados pois estão utilizando estratégias criativas para crescer nesse momento de apreensão.

Clicando aqui, você pode solicitar o contato do nosso time para criarmos uma estratégia junto com você. Tudo isso de forma gratuita.

Possíveis crises no mercado

Acima de tudo, estamos vivendo um período de muita incerteza devido a pandemia. E, próximo ano, não será diferente. Teremos eventos que podem mudar o rumo do mercado de uma hora pra outra sem avisar: copa do mundo e eleições.

Não é possível evitar que os eventos aconteçam. Mas, é possível se preparar para momentos ruins e de escassez que possam aparecer.

“Ah, mas a tendência agora é só melhorar, já aconteceram muitas coisas ruins.”

Esse mesmo pensamento de otimismo existia em relação a 2021, mas aí os chips sumiram e os veículos novos também. E assim, ninguém estava preparado para esse momento.

Esperando uma possível crise, é possível se provisionar.

Existem algumas ações que previnem grandes perdas em momento de crise. Veja algumas abaixo.

Construção de caixa em bons momentos

Em momentos de bons resultados, por mais que tudo indique para utilizar a receita gerada para grandes ações ou investimentos, deve-se prezar para construção de caixa.

Sente com o seu financeiro e veja qual é o valor de caixa ideal para não só manter a empresa funcionando, como também para se manter provisionado em momentos de crise.

O caixa tem uma importância muito grande quando se fala em momentos difíceis. Além de manter recursos importantes para sobreviver com folga em crises, ele mantém a cabeça da empresa focada em gerar resultado, pois não estarão preocupados com a sobrevivência em um período complicado.

Ou seja, além de provisão monetária, ele também garante a saúde mental do time.

Procurar oportunidades enquanto todo mundo está apreensivo

Como falei anteriormente, o caixa mantém a saúde mental em momentos de crise.

Assim, é possível tomar atitudes diferentes enquanto todos os outros do mercado estão apreensivos e buscando sobreviver a crise.

É possível buscar e encontrar oportunidades e acabar ganhando muito com isso.

Durante a primeira onda da COVID-19 no Brasil, várias concessionárias foram obrigadas a fechar as portas e isso gerou certo desespero no mercado.

Mas, paralelo a isso, alguns dealers já tinham criado uma operação digital antes disso tudo e criaram uma estrutura onde o potencial cliente poderia ter contato com os veículos sem sair de casa.

Com o primeiro contato sendo online e o test drive sendo feito com hora marcada, eles aumentaram sua receita enquanto todos os outros Dealers estavam perguntando se iriam sobreviver ou não ao período de ascenção do vírus.

Analisar comportamentos através de dados

Já falamos muito por aqui sobre a importância dos dados. Mas, não irei entrar em detalhes técnicos nessa conversa.

Tendências em 2022

Os dados além de dar informações valiosas para um negócio, vai mostrar o comportamento do mercado durante um período específico.

Um bom exemplo disso é a busca de veículos em veículos de pesquisa online que aumentou muito durante o período de pandemia. Isso mostra a migração do modelo físico para o digital acontecendo.

Por isso, é interessante ter um modelo de análise de mercado dentro da empresa.

Mas, não só adianta analisar os dados e saber que eles existem. É necessário criar um plano de ação para eles.