5 tendências do ‘novo normal’ no setor automotivo segundo o Google

Tempo de leitura: 8 minutos

[Total: 2   Average: 5/5]

Sem tempo para ler? Clique no player e OUÇA o conteúdo gratuitamente!

Este material foi escrito originalmente em inglês por Kyle Keogh e Thomais Zaremba e publicado em maio de 2020 no blog Think with Google US. Resolvemos traduzi-lo como parte da iniciativa da AutoForce de tornar o conhecimento sobre o futuro do setor automotivo acessível para todos.

A indústria automotiva já foi impactada por uma disrupção sem precedentes antes do coronavírus. Trabalhando com marcas de automóveis nos últimos anos, vimos mobilidade compartilhada, carros sem motorista e veículos elétricos abalando o setor; portanto, entender como se adaptar em tempos difíceis não é um novo desafio. Aqui está a diferença: a Covid-19 está acelerando as tendências na indústria automotiva que já estavam em andamento, mas ainda não haviam sido amplamente adotadas. Isso provavelmente se tornará o novo normal quando as operações reabrirem.

As marcas automotivas que desejam se posicionar para a recuperação precisarão se adaptar aos ciclos mais rápidos do setor e aos horizontes de planejamento mais curtos. Eles também precisarão priorizar iniciativas que estejam melhor alinhadas com a direção do setor, como operacionalizar a entrega em domicílio ou digitalizar ainda mais o processo de compra de automóveis. Para ajudar os profissionais de marketing de automóveis a se prepararem para o futuro, identificamos cinco tendências importantes a serem lembradas.

1. As pessoas estão encontrando conforto na propriedade do carro

Em meio a uma parada quase total dos modos de transporte cotidianos, do voo ao compartilhamento de viagens, estamos começando a ver um aumento no desejo dos consumidores por seu próprio modo de transporte pessoal. Os espaços pessoais onde as pessoas encontram conforto incluem suas casas e seus próprios automóveis.

Um estudo da Ipsos Do início de março mostra que, na China, as atitudes das pessoas em relação à propriedade de veículos, transporte público e soluções de mobilidade, como carona, mudaram após a pandemia. O uso de carros pessoais ou particulares quase dobrou após o surto, enquanto a dependência do transporte público caiu mais da metade, assim como táxis e veículos de passeio, cada um vendo um declínio significativo no uso. 

novo normal
Fonte: Think with Google

Com os passageiros nos EUA confiando menos em serviços de transporte público e compartilhamento de carona, 93% das pessoas disseram estar usando mais veículos pessoais. Entre as pessoas pesquisadas na China que não possuem carro, a maioria respondeu que pretende comprar um veículo por razões de saúde e segurança. 

Também estamos vendo essa mudança acontecer nos EUA. Uma pesquisa recente da Cars.com relatou que 20% dos entrevistados que não possuíam seu próprio carro estavam pensando em comprar um.

2. As pessoas esperam encontrar ofertas de carros

Os compradores de carros querem saber se agora é a hora de comprar um veículo e, em caso afirmativo, se eles podem obter um bom resultado. O interesse da pesquisa por “é um bom momento para comprar um carro?” aumentou mais de 9 vezes entre janeiro e fevereiro de 2020 e março e abril de 2020.

Os compradores de carros mais experientes passaram a usar cada vez mais o digital para comparar modelos e preços, mas agora os negócios importam mais do que nunca.

novo normal
Fonte: Think with Google

O preço é sempre um fator influente para os compradores de automóveis, por isso não é surpresa que os negócios atuais oferecidos pelas montadoras estejam aumentando o interesse das pessoas pelo que está lá fora. O volume de pesquisas para melhores ofertas de carros e caminhões cresceu 70% globalmente de 22 de março de 2020 a 28 de março de 2020 em comparação com 15 de março e 21 de março do mesmo ano. 

E os negócios podem acelerar o caminho para a compra, já que os compradores de automóveis veem 0% de taxa anual de financiamento e descontos em dinheiro como os mais fortes influenciadores na aceleração da compra de veículos.

As montadoras responderam com acordos, como financiamento sem juros por 72 a 84 meses, mas também se adequaram para ajudar os clientes que precisam de ajuda com seus pagamentos, oferecendo adiamentos de pagamento sem multa.

Por exemplo, a Hyundai teve como anúncio número 1 da semana de 30 de março de 2020 com uma oferta apropriada ao contexto sobre o Hyundai Assurance, um programa que cobre pagamentos por até seis meses se um comprador perder o emprego este ano devido à Covid -19.

3. As pessoas querem uma experiência mais perto de casa

À medida que a pesquisa do consumidor se move cada vez mais para online, o interesse de busca nos EUA por “concessionária perto de mim” caiu mais de 20% em março de 2020 em relação a fevereiro de 2020. Mas as pessoas ainda querem se envolver com veículos como fariam em uma concessionária. Elas só querem que essa experiência esteja mais perto de casa.

Os compradores de automóveis classificaram as seguintes atividades de preferência como boas alternativas a ter que visitar um revendedor:

  1. Test drive em casa
  2. Analisar vídeos
  3. Showroom digital
  4. Configurador online
  5. Test drive VR
  6. Videoconferência

Antes da pandemia, os compradores de automóveis estavam recorrendo ao YouTube para experimentar test drives digitais. A importância dessa tendência é ainda maior, dadas as atuais políticas de isolamento local. As marcas que desejam que compradores em potencial se envolvam com modelos específicos devem considerar o destaque do conteúdo em vídeo das visões gerais do interior, passear, testar unidades e revisar vídeos.

4. As pessoas querem comprar carros on-line e recebê-los em casa

Para atender à preferência dos consumidores, as montadoras passaram rapidamente de transações somente offline para digitalizar todas as etapas da jornada de compra: 92% dos compradores de automóveis já pesquisam on-line. Agora estamos vendo a jornada completa de compra de veículos – através da compra e entrega – seguir uma trajetória semelhante. 

novo normal
Fonte: Think with Google

Embora os revendedores, antes da Covid-19, tenham sido capazes de oferecer a entrega de veículos, apenas um número muito pequeno possui recursos online para executar uma venda completa de veículos pela internet.

Além disso, enquanto a jornada de compra em si está acontecendo online, a compra ainda acontece offline. Test drives em casa e entrega de veículos foram associados como a alternativa número 1 para visitar uma concessionária de carros por compradores de automóveis. 

No momento em que as restrições sociais relacionadas à pandemia estão afetando o comportamento do consumidor, o desenvolvimento de estratégias para atender à demanda por compra on-line e entrega em domicílio pode causar um grande impacto: 18% dos consumidores de automóveis comprariam um veículo mais cedo se pudessem comprar o veículo desejado sem ir a uma concessionária. 

5. As pessoas estão sintonizando eventos digitais

Como as circunstâncias exigiram o adiamento ou cancelamento de feiras de automóveis e grandes conferências, alguns fabricantes de equipamentos originais estão adiando o lançamento de veículos, enquanto outros estão mudando para lançamentos totalmente online para novos veículos. Trata-se de uma mudança radical para um setor acostumado a eventos de lançamento pessoais e brilhantes.

A Hyundai, por exemplo, apresentou seu Elantra 2021 no início de março através de uma transmissão ao vivo. Aproveitando o conteúdo de vídeo que ajudou a dar vida a seus recursos, a Hyundai capturou o interesse dos espectadores que assistem da segurança de suas casas.

O vídeo inicial, a transmissão ao vivo e o clipe de apresentação reuniram quase 800.000 visualizações combinadas.

Para marcas de automóveis repensando eventos ao vivo no curto prazo, considere este guia para obter ajuda.

A pandemia mudou o negócio como o conhecíamos. E, embora não possamos prever o futuro, essas mudanças no comportamento do consumidor provavelmente persistirão. À medida que as montadoras retomam as atividades, entender as expectativas dos clientes, bem como as novas maneiras pelas quais as pessoas compram e compram, serão essenciais para o sucesso.

5 trends shaping the auto industry’s approach to a new normal apareceu primeiro no blog Think with Google.

Quer aprender mais ainda com os dados do Google? Acesse abaixo o estudo “Coronavírus: o mundo nunca mais será o mesmo”, realizado pelo Google em parceria com a IAT.