O que não pode faltar em um site de concessionárias e lojas de carros?

Tempo de leitura: 10 minutos

[Total: 0    Média: 0/5]

Este é um conteúdo da série Ferramentas de Marketing Digital para Concessionárias. Veja outros conteúdos ao final do post.

Um site é a presença digital mínima que uma concessionária deve ter na internet atualmente.  Deve ser a principal resposta que o buscador oferecerá ao usuário quando este procurar sua marca online.

Hoje, o mais comum é que um consumidor pesquise sobre uma marca ou problema antes de tomar qualquer decisão. Na jornada de compra de carros não é diferente. 

Sites de concessionárias correspondem a 83% das pesquisas sobre o setor automotivo no Brasil.

Consumidores visitam, em média, 5,5 sites durante a pesquisa por carros

54% das pesquisas são feitas em sites de concessionárias

Um site ajuda a construir o posicionamento e autoridade de uma marca no meio online. Isso depende, principalmente, do conteúdo e experiência de compra que esse site entrega.

Hoje, o usuário espera que uma marca esteja online e que ofereça as informações que ele precisa na hora em que precisa. 9 a cada 10 consumidores de carros tentam entrar em contato (telefone, whatsapp ou site) com a concessionária antes da visita.

Portanto, o site deve ser como um verdadeiro showroom virtual de uma concessionária.

Neste artigo, você vai aprender mais sobre:

  • Como um site pode ajudar sua concessionária a faturar mais
  • Qual a importância das mídias sociais para sua estratégia online
  • 8 dicas para construir o site da sua concessionária

site para concessionarias

Voz da marca

O site deve ser o integrador de todas as ações de marketing digital que sua concessionária desenvolver.

Ele também permite um relacionamento full time entre consumidor e marca.

Mas, por incrível que pareça, o contato ainda é uma das funções mais subutilizadas nos sites de concessionárias no Brasil. Segundo este estudo: 

    • 75% dos sites das concessionárias brasileiras não têm whatsapp para contato no site
    • 49% dos usuários que entram em contato pelo site só recebem uma resposta automática
    • 46% dos contatos não são respondidos

Outra vantagem dos sites é que eles entregam dados! 

O tráfego e as informações disponibilizadas pelo usuário durante a navegação transformam os sites em minas de conhecimento sobre o comportamento do consumidor.

Mas se eu tenho mídias sociais atualizadas e acompanhadas pelo público, por que deveria criar um site? 

O site é o território da sua marca na rede. Você obtém informações sobre o cliente, escolhe como e quando interagir.

Já as mídias sociais são canais privados e, assim sendo, podem limitar as formas de interação entre marca e consumidor.

Uma estratégia de Marketing Digital deve considerar o site e as mídias sociais como canais complementares.

Aliado a um bom planejamento de Marketing Digital, o site pode garantir o aumento das oportunidades de negócio.

Confira como montar um site para a sua concessionária em 8 dicas:

usuabilidade site

1. Invista em UX

Usuabilidade  (user experience ou UX) é a simplicidade e facilidade com que uma interface — seja de site, aplicativo ou programa de computador — pode ser usada. 

Esse é um fator decisivo para sucesso ou fracasso de um produto digital.

Um site focado em conversão precisa ser simples o suficiente para que qualquer pessoa possa chegar ao seu objetivo, mas com ações que induzam o usuário às ações que a marca deseja.

A regra é simplificar, reduzir e oferecer informações em doses digeríveis.

Conteúdos que o cliente sempre busca — como preços, imagens dos veículos, localização e contato da concessionária — devem ser priorizadas na página.

Evite inserir vídeos, popups ou áudios que interrompam a navegação. Um estudo internacional mostrou que 74% dos usuários mobile consideram esse conteúdo irritante e mais da metade delas não retornam ao site.

layout site concessionarias

2. Pense no design

Em mais de 30% das pesquisas sobre o segmento automotivo no Brasil, o usuário busca imagens de carros. Logo, elas não devem faltar no seu site.

Isso não significa bombardear o usuário com vídeos, fotos, imagens em 360º, tudo em uma só página. É preciso pensar na distribuição dessas informações.

O design conversa muito com a usuabilidade. Ele é o responsável pela atratividade, estética e por facilitar que o seu usuário encontre a informação desejada.

Antes de elaborar o projeto do site da sua concessionária, é preciso pensar no objetivo: um portal de grupo é diferente de um site voltado para seminovos ou de uma landing page de oferta.

site responsivo

3. Seja responsivo

Criar um site para concessionárias que é adaptado aos dispositivos mobile assegura uma boa experiência para o usuário.

Segundo o Google, em 2017 os usuários mobile estão 50% mais inclinados a fazer uma compra quando estão usando o aparelho.

O mobile é a principal tecnologia de acesso à internet para as classes sociais D-E e em locais cuja a cobertura residencial é prejudicada, como na região Norte do país e zonas rurais.

A TIC Domicílios 2017 mostrou que a participação de aparelhos móveis no acesso a internet dobrou nos últimos dois anos, e que 11% da população acessa apenas por redes 3G e 4G.

Opte por soluções que ofereçam sites adaptáveis ao mobile, mas que não sacrifiquem a interatividade e funcionalidades do desktop (carregamento de imagens e formulários, por exemplo).

Neste post, falamos um pouco mais sobre a importância de ter sites responsivos para concessionárias.

vendas online concessionarias

4. Comunique

O site é um canal de relacionamento entre cliente e marca. Você precisa mostrar que está presente e estimular as ações que deseja do seu cliente. É para isso que existem as iscas, CTAs e chatbots.

As iscas têm como objetivo estimular a conversão, oferecendo conteúdos complementares. Geralmente estão vinculadas a um CTA.

Call to Actions (CTAs) são links ou funcionalidades da página que estimulam o usuário a realizar uma ação. São as chamadas de “Agende um Test-Drive!”, “Simular Financiamento” ou “Solicitar Proposta”.

Eles devem ser claros, objetivos, ter cores de destaque e sempre ter relação com o conteúdo que você quer ofertar.

A disposição dos CTAs também deve estar de acordo com o comportamento do usuário no site, surgindo quando ele precisa. Evite incluí-los em páginas lentas ou poluídas.

Invista também em chatbots (robôs de chat). São softwares que gerenciam troca de mensagens automatizadas, essenciais para otimizar o atendimento.

Lembre-se: o tempo que um usuário passa no site é um parâmetro para analisar a relevância do conteúdo, a qualidade do texto e a navegabilidade. É também um dos 200 critérios de rankeamento de sites para o Google.

velocidade site

5. Seja rápido!

O usuário procura respostas rápidas às solicitações online. Logo, o tempo de carregamento do seu site é crucial para ganhar ou perder o cliente.

Lembre que os provedores brasileiros não oferecem uma boa velocidade de navegação. 

Desenvolver um site sem considerar as condições de acesso a internet pelo consumidor pode afastar ainda mais o usuário. Por isso, analise sempre o tempo de carregamento.

Existem ferramentas diversas para isso, como Pingdom, Hubspot e Page Speed.

Qual o tempo de carregamento ideal? A Pingdom recomenda até 5 segundos, o que já seria mais rápido do que 25% de todos os sites disponíveis na internet. Mas a resposta certa é: o mais rápido possível.

seo site

6. Otimize

Com a massificação dos smartphones, surgiram os chamados micromomentos de interação digital, quando o consumidor busca online uma solução para o que procura.

Uma marca deve estar preparada para ser encontrada sempre como a melhor resposta. Uma das formas é ter um site com conteúdo otimizado.

Já falamos neste artigo que o conteúdo, quando entregue de forma consistente e com qualidade, é uma das formas de criar um posicionamento para a marca.

Mas não adianta produzir conteúdo se ele não for encontrado. Por isso, é fundamental criar uma estratégia de SEO (otimização para mecanismos de busca) para o site.

SEO é um conjunto de técnicas para páginas web cujo objetivo é potencializar e melhorar o posicionamento de um site em mecanismos de busca, gerando tráfego e autoridade.

O SEO é uma estratégia que envolve diversas ações, como adoção de palavras-chave, link building…

Essa estratégia deve estar aliada ao planejamento de marketing digital, com objetivos definidos e mensuráveis.

crm site concessionaria

7. Gerencie

Para ter sucesso em uma estratégia digital, as oportunidades de vendas online devem conversar com o ambiente offline da concessionária.

É preciso ter em mente que o site precisará ser atualizado e gerenciado continuamente pela equipe da empresa.

Sites com gerenciadores de conteúdos permitem que as informações sejam modificadas a qualquer momento, facilitando o dia-a-dia da concessionárias.

Assim, o ideal é procurar soluções que tenham caráter self-service, que permitam a atualização dos conteúdos pela equipe interna, sem perder tempo com solicitações a terceiros. 

Além disso, você precisa integrar os leads gerados pelo seu site em um bom CRM.

O CRM precisa ser fácil, prático e objetivo, entregando relatórios do funil de vendas e da performance da equipe de atendimento. Há diversos gerenciadores disponíveis no mercado, como o Followize.

Neste post, falamos sobre as 5 ferramentas para gestão de leads online que não pode faltar na sua concessionária.

métricas site

8. Metrifique

Já dizia o pai da Administração, Peter Drucker: Não se pode gerenciar aquilo que não se pode medir.

Diferente dos canais de comunicação tradicionais, o site é metrificável.

Como já falei anteriormente, você pode mapear o comportamento do seu consumidor pelos dados gerados durante a navegação.

Há diversas formas de fazer isso. Uma delas é o teste de mapas de calor (heatmap), que permite analisar onde os visitantes mais clicam, por exemplo.

Ferramentas online também mapeiam os links mais clicados, a visualização de acordo com o funil de vendas e quais consumidores estão chegando ao seu site, como o Woopra e GoSquared.

O Autódromo, plataforma self-service de gestão de sites para concessionárias, desenvolvido pela AutoForce, traz um dashboard com informações sobre o comportamento do usuário em tempo real. Saiba mais aqui.

Resumindo…

Um site funciona como o principal canal de comunicação entre marcas e consumidores.

É uma ferramenta profissional que oferece autonomia, gerenciamento, informação e autoridade para a marca.

Para que o site de uma concessionária ofereça o máximo para gestores e clientes, precisa atender a alguns princípios como usabilidade, design, responsividade, estímulo, rapidez, otimização, gerenciamento e metrificação.

Esperamos que este post tenha ajudado você a entender a importância dos sites para concessionárias!

Acha que deixamos de abordar algum aspecto? Deixe aqui nos comentários! Se gostou do artigo, compartilhe com os seus amigos e nas redes sociais.